Caos nos presídios: Depois de jogar para o povo a solução dos problemas, governo de PE agora apela para os santos.

G1 - Governo de PE decreta estado de emergência no sistema penitenciário - notícias em Pernambuco

Não tem 15 dias que o Governo de Pernambuco, através do seu inoperante Secretário de Justiça Pedro Eurico, fez um road-show na imprensa pernambucana levando as boas novas para o show de horrores que o Brasil assistia no Complexo Penitenciário do Curado: estava decretado o fim das rebeliões, atuais e futuras, e  a completa reformulação das revistas nos visitantes, dando um basta, portanto, na entrada de drogas e armas.

Sentindo que depois das visitas das autoridades às redações, o noticiário evoluiu de uma forma repugnante para a escolha de um culpado para a crise, os agentes penitenciários, os servidores cairam em campo e denunciaram  os responsaveis pelo descalabro administrativo: as pessimas condições de trabalho dos agentes, aliada a incompetência dos gestores estaduais.

Faltam servidores (seria preciso, no minimo, dobrar o atual quadro de agentes), sobra omissão (ou melhor, conivência) de uma administração estadual que aceita entregar o dia-a-dia do complexo penitenciário aos líderes dos motins, são dezenas de revolveres sem manutenção e coletes a prova de balas vencidos ha mais de um ano..

Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários, ontem mesmo mais um preso levou uma machadada (!) e está internado no hospital com afundamento craniano. 

Hoje, o Bom-Dia PE trouxe novas imagens de facões, facas, celulares e até cabanas montadas pelos presos dentro do Complexo Penitenciário.

Questionado sobre que providências seriam tomadas para melhor municiar o aparato de segurança do Estado, a nova resposta do Secretário foi tão sem sentido quanto a do perdido governo que ele serve: “Devemos sair de uma cultura de morte, de violência, para uma cultura de paz. Queremos que nossos agentes trabalhem no futuro sem precisar de armas”.

Certo.

Entao, fica combinado assim: Por determinação do Governador Paulo Câmara, os agentes penitenciários deverão ingressar nos presidios carregando terços, bíblias e estátuas de santos e, ao menor sinal de ameaça à sua integridade física, que chamem o chaveiro da ala e peçam para ele invocar um Pai-Nosso em nome de toda a sociedade pernambucana.

Num demora e essa estratégia do Governo de Pernambuco de sempre lavar as mãos, eleger um culpado e jogar para o colo da sociedade a resolução dos problemas vai ganhar um slogan pomposo:

“Governo oco é um governo de todos. Faça sua parte, inclusive a minha’.

G1 – Governo de PE decreta estado de emergência no sistema penitenciário – notícias em Pernambuco.

Compartilhe nossa pagina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *