Mensalão pernambucano: Advogados de Lavareda defendem cliente e negam fatos divulgados na imprensa.

Por Eduardo Trindade e Fernando Lacerda Filho Advogados.

Advogados de Lavareda rebatem texto com calúnias de oito anos atrás.

Sobre matéria publicada no dia de ontem, 13/10/2014, no Blog do Jamildo, envolvendo o nome de Antonio Lavareda numa investigação da Polícia Federal acerca de supostas irregularidades havidas no município de Jaboatão dos Guararapes, os advogados Eduardo Trindade e Fernando Lacerda Filho lamentaram a inclusão do nome do seu constituinte no rol dos possíveis investigados, assegurando que as conclusões alcançadas nos textos que circulam na internet não refletem a verdade e têm cunho eminentemente político eleitoreiro.

“Causa-nos estranheza a referência a pessoa de Antonio Lavareda como beneficiário de irregularidades, ao sabor dos textos que circulam na internet, explorados de forma açodada, na medida em que Lavareda, até o dia de hoje, nunca foi instado a prestar quaisquer esclarecimentos acerca da investigação policial, muito menos consta do rol dos denunciados nas ações judiciais sobre o assunto”, afirmam Trindade e Lacerda, acrescentando que a única forma como ele “aparece” nesse contexto, decorre do fato de ter seu nome citado a sua revelia, por terceiros.

Ainda segundo os advogados, Lavareda é vítima de um “mar de inverdades”, sendo certo que Antonio Lavareda não trabalhou na campanha “derrotada” do PSDB à presidência no ano de 2006, salientando os causídicos, que a forma como o assunto vem sendo explorado revela interesses políticos.

Já em relação ao suposto “crédito” de 100 mil reais que Lavareda teria junto à Câmara Municipal de Jaboatão dos Guararapes, os advogados dizem que a afirmação integra o mesmo conjunto de inverdades. Conclusão que pode ser extraída da leitura do próprio texto, que não apresenta uma única transcrição de diálogo de Lavareda acerca do assunto, o que dá robustez ao inconsistente conjunto de hipóteses absurdas, contradições e inverdades que tem um único objetivo, o de denegrir a imagem do conceituado cientista político.

Por fim, afirmam Eduardo Trindade e Fernando Lacerda Filho que, embora tomado de surpresa e indignado com a infeliz referência ao seu nome em fatos com os quais não têm nenhuma relação, Antonio Lavareda se mantém sereno e à disposição das autoridades para prestar, além destes, quaisquer outros esclarecimentos por ventura necessários.

Eduardo Trindade, Advogado.
Fernando Lacerda Filho, Advogado.

Compartilhe nossa pagina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *