O Congresso tem medo de concorrer com o povo?

cínicos-congresso-participacao-popularSabe que não entendo muito essa reação conservadora e autoritária do Congresso contra o decreto que regulamenta a participação da população nos diversos conselhos.

Muitos tem criticado, dizendo que o Brasil ta virando uma Venezuela, que está seguido o boliviarianismo, etc, etc, etc sem se dar conta da completa incoerência daqueles que hoje comemoram a derrubada do decreto.

Ora, segundo o raciocinio da oposição, proibir a participação de membros da sociedade civil em conselhos seria fortalecer a democracia e impedir a criação destes conselhos seria uma demonstração de força, de resistência da sociedade ao espirito hegemonico do PT.

Certo.

E porque então não se acaba com os conselhos ja existentes então?

Qual a lógica impedir uma iniciativa dessas e continuarmos convivendo com a presença de corpos estranhos à democracia como o Conselho Nacional do Meio-Ambiente, o Conselho Nacional de Trânsito, os milhares de Conselhos Tutelares, os Conselhos de fiscalização da Previdência Pública, os Conselhos de Educação e Saúde..?

Ou a participação de membros da sociedade civil nestes conselhos não significa aparelhamento do Estado?

Outro dia viajando pelo interior de PE vi outdoors fazendo propaganda politica de um candidato a conselheiro tutelar numa determinada cidade. Precisa de prova maior do quão desvirtuado foi o espirito original da participação popular nos conselhos?

Definitivamente o problema não está na participação da população nos conselhos nem nas indicações politicas dos conselheiros (costumo não presumir que fazer politica é coisa do cão).

O ‘x’ da questão é que a sociedade civil mais uma vez caiu na pegadinha da imprensa, não notou a cortina de fumaça e desviou o foco daquilo que realmente seria salutar para a democracia: uma participação cada vez mais efetiva, influente e presente do cidadão no dia-a-dia dos órgãos públicos.

O resto é conversa pra boi dormir.

Deputados tiram nosso direito de participação, comemoram e se exibem na rede

Por Maria Frô

Para não esquecer a cara de nenhum deles. Para ver  o prazer que esses inimigos da participação popular tem ao fazer com que o povo brasileiro fique cada vez mais alijado das representações.

Além de não sermos representados no Congresso (bancada da bala, bancada fundamentalista, bancada ruralista dentre outras) eles ainda retiram os poucos canais de representação popular e vibram e comemoram.

E  eles sequer disfarçam que fazem isso como retaliação ao povo brasileiro que contra a vontade destes sem noção disseram, no dia 26 de outubro de 2014, mais uma vez, não a seu projeto excludente.

Que a presidenta conte com o apoio popular pra que este Congresso em sua maioria não transforme a casa do povo numa casa de tolerância, já pedindo desculpas antecipadas às prostitutas.

Que este Congresso relembre a imagem mais significativa de junho de 2013:

congresso-junho-2013

E para quem ainda acredita nestes demagogos, inimigos do povo brasileiro alguns posts de esclarecimento sobre o decreto da presidenta Dilma que estes cínicos derrubaram na calada da noite de ontem:

Enquanto a mídia e reacionários repetem “bolivarismo”, Brasil ganha prêmio na ONU por participação social

PSD, PSDB, DEM PPS contra a participação popular, vamos reagir!

Conselhos da sociedade civil são constitucionais, mas a oposição acha que são ‘antidemocráticos’

Dilma consolida democracia participativa e espanta fantasma da ditadura

O decreto 8.243/2014 e a tentativa de “carteirada” de articulistas da grande imprensa

O debate sobre o Decreto 8.243: Caminho da servidão ou medo do povo?

Finalmente: Governo escancara o jornalixo da Veja e mostra que esse folhetim para forrar caixa de gatos mente

Dilma consolida democracia participativa e espanta fantasma da ditadura

O decreto 8.243/2014 e a tentativa de “carteirada” de articulistas da grande imprensa

O debate sobre o Decreto 8.243: Caminho da servidão ou medo do povo?

Compartilhe nossa pagina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *