Paul Krugman: Arrocho fiscal não combina com democracia. E agora, Arminio Fraga?

O reformismo errado — CartaCapital

“Uma reação efetiva à crise foi seguida de uma opção errada pela austeridade. (…) O resultado é que o desempenho econômico da Europa está na verdade pior que em 1935 (….) e o cenário político desmoronando. A Hungria já atingiu o ponto em que seu líder declara intenção de pôr fim à democracia liberal; graças à austeridade, partidos extremistas ganham terreno nas eleições, a Suécia sendo o último choque; e, é claro, os movimentos separatistas assustam todo mundo.”

viaO reformismo errado — CartaCapital.

Compartilhe nossa pagina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *