Protestos Brasil à fora: Civismo ou preconceito?

lulaNão sou nenhum pouco contrário a qualquer tipo de protesto contra a corrupção.

Quem me conhece sabe o quanto minhas posições são radicais e extremadas em vários aspectos, inclusive na dificuldade para aceitar posturas indecorosas, sejam de colegas da Receita Federal do Brasil, sejam de personalidades públicas, mas é extremamente dificil dissociar as várias passeatas anti-petistas do enojado sentimento de ódio de classe, daquele bafejar preconceituoso de quem não aceita a ascensão dos mais pobres nos últimos anos.

E porque sinto isso?

Pois é.

Gostaria de devolver a pergunta aos que se sentem incomodados com tanta corrupção.

Onde voce estava quando Antonio Carlos Magalhães reinava na Bahia?

Voce sabe quantas passeatas os paraenses presenciaram contra Jáder Barbalho?

Talvez seja mais fácil rememorar as dezenas de panelaços contra os assaltos aos cofres públicos que Collor promoveu com a oligarquia canavieira de Alagoas antes, bem antes de ser Presidente da Republica.

E o que dizer da perpetuação da indústria da seca nordestina, responsável por promover, dar vida e garantir perpetuidade aos Coelhos de Petrolina, aos Inocêncios Oliveiras da vida..? Isso deve ter dado uns buzinaços valentes lá para as bandas do Velho Chico, não?

Mas, pra continuar no campo da roubalheira, acho que orgulhosamente republicanas foram as dezenas de passeatas que os gauchos fizeram contra Yeda Crusius e ou as que puseram milhares de cariocas em Copacabana quando ficaram de saco cheio de Garotinho e sua trupe..

Não, voce, revoltado online, vai dizer que revolta mesmo foram os levantes potiguares que deram um basta a politicos da laia de Jose Agripino Maia ou as que abateram em pleno voo a ascensão indecorosa de empresarios gananciosos como Tasso Jereissati ao posto de chefe da fazenda pública cearense.

Mas não…infelizmente, revolta mesmo, daquela fazer o cordial povo brasileiro babar de ódio, de nos fazer ver um teorico povo festeiro ávido por vingança e morte contra um politico, só esta contra Lula, contra o partido que ele ajudou a fundar e contra a sucessora que ele resolveu apostar.

É dificil enxergar onde acaba o civismo, a indignação, a vontade de combater a corrupção e onde começa o preconceito?

 
Compartilhe nossa pagina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *