Sobre minha filiação ao PSOL

Há momentos na vida de uma sociedade o qual o cidadão, mesmo que assim deseje, não consegue deixar de se posicionar, de tomar partido na vida politica do seu país.

Sua mera rejeição à política, mais do que uma omissão, significa uma opção pela manutenção do status quo.

Um voto a favor de quem não deseja mudanças.

Ainda durante a escalada do golpe parlamentar de 2016 me vi diante da decisão de acompanhar tudo aquilo de longe, como um cidadão que observa a vida passando com um filme ou ir além, me perfilando na trincheira dos que lutariam pela democracia e, em caso de fracasso, permaneceria na luta ate o pleno restabelecimento das instituições democráticas.

Decidi pela segunda opção e me filiei ao PSOL.

Só hoje, praticamente um ano depois do ato de filiação, o registro definitivo foi publicado no site do Tribunal Regional Eleitoral.

É cedo para dizer o que mudará e de que forma esta etapa implicará na alteração de minha postura politica, minha forma de ver o mundo e agir, mas esta satisfação tem que ser dada a todos os que me acompanham publicamente nas redes sociais e no blog João Carlos online (www.joaocarlos.net.br)

Gostaria de agradecer ao empenho pessoal de meu colega e conterrâneo Gildeci Justino, candidato mais do que vitorioso ao cargo de prefeito de Timbaúba-PE, ainda que derrotado nas eleições, e dizer que estamos à postos para trabalhar e fazer do PSOL a mais importante e socialmente conectada agremiação politica da minha cidade, do meu Estado e do Brasil

Compartilhe nossa pagina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *