#VemPraRua quer que o TCU nos leve para a UTI

Hilária essa nova catarse cívica antipetista por causa do julgamento das contas de 2014 no TCU.capa-golpe-940x350

Gastou muito? Gastou.

Gastou mais do que arrecadou? Sim, gastou mais do que arrecadou.

O endividamento subiu? Sim, subiu.

Quando a receita cai, a LRF manda reduzir a despesa? Sim, manda. E o governo fez o contrário, ou seja, gastou mais assim que viu a vaca indo pro brejo? Sim, foi isso mesmo.

E como um governo que gastou mais do que arrecadou, fez o endividamento subir e descumpriu a Lei de Responsabilidade Fiscal tem defesa?

Façamos as perguntas corretas, oras.

Porque a arrecadação de 2014 não deu conta dos gastos?

A grosso modo, a maior despesa discricionária em 2014 foi decorrente da desoneração da folha de pagamentos, que em bom portugues, significa que o governo reduziu a carga tributária, abriu mão de quase R$ 25 bilhoes de contribuição previdenciária cobrada das empresas.

E o endividamento, porque explodiu?

“Explodiu” não é a maneira mais correta de se referir a um salto de aproximadamente 6% do PIB no endividamento público, principalmente se observamos que sair da faixa de 53%, 54% para 60% nos deixa a léguas de distância da média de 80% do PIB no resto mundo.

Mas, abstraindo-se desse fato, o endividamento subiu muito em razão de uma estratégia posta em prática a partir de 2009 que consistia no seguinte: O Governo pegava dinheiro no mercado a 12%, 15% ao ano, transferia os recursos para o BNDES e determinava que o banco emprestasse a empresas, empreendedores, indústrias, a 4%, 5% ao ano. A diferença entre a captação (15%) e aquilo que era emprestado na ponta (4%, 5%) era ( e continua sendo) bancado pelo Governo.

So assim foi possivel manter o financiamento de obras como Belo Monte e Jirau, bancar a modernização e instalação de montadoras novas como BMW, Hiunday, Toyota e fazer com que concessionarias de automoveis e caminhoes ganhassem rios de dinheiro enquanto a politica esteve em vigor.
Sim, mas independente disso tudo, a Lei de Responsabilidade Fiscal foi rasgada, descumprida, voce diz.

Certo.

Esta importantissima Lei foi gestada no auge do cânone liberal em 1999 e, como toda grande invenção normativa do Governo FHC, esta tambem não escapou de beijar a boca do neoliberalismo.

Ora, falar que uma despesa pública tem que acompanhar uma receita, seja quando esta sobe seja quando esta desce, so tem sentido se admitirmos que a salvação de uma economia nacional é um orçamento equilibrado, quiça superavitário do ponto-de-vista fiscal e não é isso que vemos mundo à fora.

Nos dias atuais, apenas um unico pais trabalha com superávit nas contas públicas, a Alemanha. Todo o resto do planeta trabalha no déficit e se financia no mercado.

É assim que é e não ha nada de errado nisso.

Errada está a interpretação de uma lei (LRF) que não preve, não aceita e nem entende que em tempos de crise, de economia estagnada, de recessão, e consequentemente, de receitas públicas em queda livre, a saida está, não na economia dos gastos, não no arrocho ou no ajuste fiscal da máquina: a solução passa por colocar lenha na fogueira, fazer a máquina girar, gastar mais e mais e foi isso que o Governo Dilma fez em 2014: ao ver que nada do que foi escrito antes (redução de carga, desoneração de impostos, crédito subsidiado…) estava dando resultado, a sua equipe economica anterior, capitaneada por Guido Mantega (que um dia ainda ha de ser reconhecido como o melhor Ministro da Fazenda que ja esteve no comando de um pais em desenvolvimento) pisou fundo na tentativa de salvar uma economia que estava entrando na era do gelo.

É dificil aceitar que a solução não poderia passar de novo pelo mesmo remédio nos levou tres vezes para a UTI do FMI?

————————————— ——————————-

Grupos contrários ao governo do PT e da presidente Dilma Rousseff (PT) organizam ato simbólico no próximo domingo (26) em frente à sede do Tribunal de Contas da União (TCU), no Recife, para cobrar a rejeição das contas da presidente. Na última quarta-feira (22), a equipe do governo entregou ao TCU  a defesa do governo em relação …

Vem Pra Rua fará vigília em frente ao TCU para cobrar rejeição das contas de Dilma – Blog de Jamildo

Compartilhe nossa pagina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *